PROJETO

O projeto “Primeira Infância na Maré: acesso a direitos e práticas de cuidado" busca criar caminhos e condições para ampliar direitos de crianças de 0 a 6 anos e identificar, conhecer e fortalecer práticas de cuidado e atenção, envolvendo as famílias e a comunidade da Maré. A construção de diagnóstico sobre as primeiras infâncias na Maré e o apoio às famílias são os principais objetivos da iniciativa. A ideia é compreender as violações de direitos e buscar caminhos de como assegurar o acesso a estes com qualidade.

 


Por que a Primeira Infância é tão importante?

A primeira infância (de 0 a 6 anos) é muito importante na formação da pessoa, onde o ambiente e tudo que acontece ao seu redor influencia na sua formação.

São nos primeiros anos de vida que a criança aprende a falar, se relacionar, comer e fazer escolhas, experimentando o mundo que se mostra para ela e reproduzindo comportamentos que aprende pelos exemplos do ambiente.

Como atuamos?

 

1. Pesquisa para construção de diagnóstico da primeira infância da Maré 

Estamos fazendo uma pesquisa no território da Maré para entender a realidade das famílias que têm crianças com idade entre 0 e 6 anos, e como acessam serviços essenciais para o desenvolvimento destas. Coletamos dados quantitativos e qualitativos a partir da pesquisa de campo, que vai entrevistar aproximadamente 2.600 famílias com crianças na primeira infância na Maré. Os dados serão analisados combinados também com informações quantitativas das Secretarias de Saúde, Educação e Assistência Social e entrevistas qualitativas com representantes desses órgãos.

 

2. Formação continuada dos colaboradores da instituição e organizações parceiras

Introdução do tema da primeira infância, debates e análise profunda dos dados coletados.

 

3. Incidência política

  • Debates com o poder público sobre o conhecimento produzido pensando em políticas públicas.
  • Reuniões com instituições como Ministério Público, Defensoria Pública e Segunda Vara da Infância. 
  • Consolidação de dados e informações que podem servir de insumos para a possível elaboração de ações e programas de políticas públicas.

 

4. Acompanhamento de 50 famílias

Do nosso banco de dados consolidado a partir da campanha ‘Maré diz NÃO ao Coronavírus’, vamos selecionar 50 famílias com crianças na primeira infância e em extrema vulnerabilidade social, para que sejam acompanhadas ao longo do projeto, por uma equipe psicossocial, além de atender demandas de segurança alimentar e nutricional dessas famílias. Vamos oferecer ainda, para esse grupo, oficinas mensais sobre cuidados na primeira infância, nutrição e outros temas relacionados.

Apresentamos um projeto completo que passa pela produção de conhecimento, incidência em políticas públicas e acolhimento e acompanhamento de famílias com crianças de 0 a 6 anos. Os resultados das ações serão divulgados ao longo do ano neste site e nas nossas redes sociais. Estão previstos ainda outros materiais de síntese dos dados e exposição dos aprendizados, como boletins e vídeos mostrando nossas ações.

Qual a importância da primeira infância?

A primeira infância é o período dos primeiros seis anos de vida do ser humano. Durante essa fase, os estímulos e experiências determinam o potencial cognitivo das crianças. Estudos mostram que, logo nos primeiros anos, desenvolvemos a maioria das nossas ligações neurais, sendo o momento de maior possibilidade para formação de competências. Além disso, também são desenvolvidas estruturas físicas, psíquicas e habilidades sociais. Assim, é fundamental que lutemos por políticas públicas que garantam o pleno desenvolvimento de nossas crianças. Não podemos permitir que limitem o potencial de quem nasce em favelas e periferias!

Quais são os direitos da criança?

Toda criança tem direito a ter documentos e ser chamada pelo nome desde que nasce, ser vacinada e ser acompanhada pela unidade de saúde, como recomenda o Ministério da Saúde (MS), e ter a companhia dos responsáveis, em período integral, durante internação em hospital. Toda criança tem direito a viver em um ambiente afetuoso e sem violência, brincar e aprender. Toda criança tem direito à água potável e alimentação saudável, serviços de saúde e de assistência social de qualidade, creches e escolas públicas de qualidade, localizadas próximo à sua residência, lazer e à prática de esportes, entre outros. 

 

 

O Primeira Infância na Maré conta com consultoria da instituição Conhecimento Social, que presta consultoria de Avaliação e Monitoramento em todas as etapas do projeto. Desde o início da empreitada, recebemos orientação da professora Doutora da USP Ilana Katz, especialista no tema. A realização é da Redes da Maré.

EQUIPE

Coordenação Executiva: Tábata Lugão

Pesquisadora: Adelaide Rezende

Psicóloga: Laíza Sardinha

Assistente Social: Vanessa de Paula

Estagiária de Serviço Social: Handy Rosa

Mais fotos do projeto Primeira Infância na Maré

PROJETOS RELACIONADOS

Fique por dentro das ações da Redes da Maré! Assine nossa newsletter!